Notícias do F.C. Alverca

Deco defende Alverca

O Alverca junta-se ao coro solidário com o Casa Pia e o treinador Rúben Amorim, após se conhecer o duro castigo aplicado ao clube lisboeta e ao antigo internacional português. O Alverca lembra que também foi punido com a perda de três pontos e uma multa de milhares de euros, cujo efeito imediato foi travado pelo TAD, suspendendo a sua execução.
Em declarações à comunicação do Alverca, Deco, antigo jogador do clube, criticou o exagero das multas e das decisões de subtrair pontos aos clubes visados. “Tenho uma grande estima pelo Alverca, porque jamais esquecerei os tempos que passei aí. E fico triste quando vejo que o clube é afectado por uma decisão injusta e exagerada. Há muito tempo que sou crítico do tempo de duração do curso de treinador, pois acho três anos muito tempo e sobretudo também não me parece bem que as pessoas sejam impedidas de realizar o seu trabalho. Acredito que a licença para treinar é importante, para regular a actividade, mas também deve considerar-se o conhecimento acumulado de alguém que foi atleta, muitos deles a um altíssimo nível e que apreenderam muito daquilo que têm para ensinar. É uma pena muito pesada e que não defende o futebol, nem os seus profissionais”, disse Deco.
Para o antigo internacional português e campeão europeu de clubes, é importante que os clubes e a Federação se alinhem em relação a este assunto e aponta mais uma injustiça. “Casos destes acontecem com frequência nas competições profissionais. E nada acontece. Todos nós conhecemos esses casos, todos os anos eles existem e a Liga de Clubes não actua sobre os clubes. Sinceramente, acho ridículo que se possam tirar três ou seis pontos por este motivo, pontos que custaram muito a conquistar. E a Federação não pode ter com clubes amadores, que passam por dificuldades, uma mão mais pesada do que a Liga tem com clubes profissionais e muito mais preparados. É uma injustiça incrível e incompreensível.”

 

Leave a Reply