shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0,00
View Cart Check Out

O orgulho do Ribatejo voltou

O orgulho do Ribatejo voltou

A novidade caiu com estrondo, o FC Alverca voltaria a ter uma SAD. Esbatendo nas frustrações de uns, salivando nas esperanças de outros, o paradigma do clube está a mudar. Revolvendo no passado, desbravando o futuro, a premissa inicial é uma: alcançar a manutenção no Campeonato de Portugal.

Se um balanço me é permitido fazer, em virtude da tenra idade do projeto, este tem de ser positivo. Um empate, uma derrota e quatro vitórias, é este o registo. Enraizado em terras latinas e do bonito futebol do povo canarinho, a mudança está a trazer frutos, e não foi preciso esperar muito.

Com a 1ª volta colocada para trás das costas, a missão para a dura 2ª volta de campeonato era conquistar o que faltou na primeira metade, os pontos. Em três jornadas da segunda metade, três vitórias, sete golos marcados e um sofrido, o que dá ao FC Alverca o estatuto de única equipa só com vitórias na série C do Campeonato de Portugal. Se em meados de Novembro, a missão parecia impossível, com a equipa a não conseguir uma vitória nos doze primeiros jogos (entre campeonato e taça), por estas alturas, prefigura-se que o Tom Cruise aterrou em Alverca.

Domingo foi o culminar do que vos falo. A deslocação a Fátima saldou-se numa vitória importante, moralizadora, desafogada e necessitada. Gritava-se em Alverca por este momento, conseguir três vitórias seguidas. Os rapazes do Ribatejo foram implacáveis no segundo tempo do jogo. Não sei se terá sido o passeio matinal pelo Santuário de Fátima ou a benção do Papa Francisco ao estádio, mas a verdade é que, após o apito final, a sensação foi de que estes jogadores já sabem a missa de cor.

Domingo há mais, regressamos a casa e com garra defrontamos o Oliveira do Hospital. É mais um jogo, mais uma batalha para continuar a alimentar a vontade de vencer e dizer que #OOrgulhoDoRibatejoSomosNós!

 

André Zeferino

Leave a Reply